Espinosa: o Tratado Teológico Político Revisitado

Instituto de Filosofia Prática da Universidade da Beira Interior promove um Colóquio Internacional intitulado «Espinosa: o Tratado Teológico Político Revisitado». O evento, que decorrerá na sede do Museu dos Lanifícios da UBI, contará com a presença de alguns dos mais reputados especialistas - nacionais e estrangeiros - do pensamento de Baruch Espinosa.  

Organização de António Bento e José Rosa





















PROGRAMA

8 de março de 2012 

09:00
Apresentação do Colóquio
Paulo Serra (Presidente da Faculdade de Artes e Letras)
José Manuel Santos (Coordenador do Instituto de Filosofia Prática)
António Bento e José Rosa (Org.)

1ª Sessão – Moderação de José Manuel Santos (IFP-UBI)

09:15 – 10:00
«Spinoza’s political theology in context: Dutch Democratic Republicanism and Radical Enlightenment»
Jaume Aurell (Universidade de Navarra)

10:00 – 10:45
«O problema da liberdade enquanto ponte entre o Tratado Teológico-Político e o Tratado Político»
André Santos Campos (Faculdade de Direito da Universidade Lusíada de Lisboa)

10:45 – 11:15
Debate

11:15 – 11:30
Pausa – Café

11:30 – 12:15
«“Que a catholica religio [não] precisa de pontífice”. A inversão do agostinismo político no TTP»
José Rosa (Universidade da Beira Interior)

12:15 – 12:30
Debate


2ª Sessão – Moderação de Olivier Feron (Universidade de Évora)

14:15: 15:00
«“Zero degree” of interpretation: the literal meaning of Scripture in Spinoza's TTP in light of the Jewish exegetical tradition»
Guadalupe González Diéguez (Department of Hebrew and Judaic Studies, New York University)

15:00 – 15:45
«Theology of history and Theocracy in Spinoza’s Theological Political Treatise»
Montserrat Herrero (Universidade de Navarra)

15:45 – 16:15
Debate

16:15: 16:30
Pausa – Café

16:30 – 17-15
«La figure du Christ et la vérité de la religion»
André Tosel (Universidade de Nice-Sophia Antipolis)

17:15 – 18:00
«Um olhar inquieto sobre o TTP – as cartas de Oldenburg a Espinosa»
Maria Luísa Ribeiro Ferreira (Universidade de Lisboa)

18:00 – 18:30
Debate


9 de março de 2012 – 09:00

1ª Sessão – Moderação de José António Domingues (IFP-UBI)

09:15 – 10:00
«Tolerancia, libertad de pensamiento y supremas potestades en el Tratado Teológico-Político»
Juan Manuel Forte (Universidade Complutense de Madrid)

10:00 – 10:45
«De antídotos y venenos: Spinoza según Pierre Bayle»
Pedro Lomba (Universidade Complutense de Madrid)

10:45 – 11:15
Debate

11:15 – 11:30
Pausa – Café

11:30 – 12:15
«Espinosa e o Estado dos Hebreus»
António Bento (Universidade da Beira Interior)

12:15 – 12:30
Debate

2ª Sessão – Moderação de Urbano Sidoncha (IFP-UBI)

14:15: 15:00
«A arte da vigilância em Spinoza»
Luís Machado de Abreu (Universidade de Aveiro)

15:00 – 15:45
«Conservação e mudança no Tratado Teológico-Político»
Rui Bertrand Romão (Universidade da Beira Interior)

15:45 – 16:15
Debate

16:15: 16:30
Pausa – Café

16:30 – 17-15
«Espinosa, Wittgenstein e a certeza. Notas sobre o cap. I do TTP»
Diogo Pires Aurélio (Universidade Nova de Lisboa)

17:15 – 18:00  
«“Imaginação” e refundação marxista. A interpretação de Negri e Althusser do Tratado Teológico-Político»
Irene Viparelli (Universidade de Évora) 

18:00 – 18:30 
Debate
Support:
Fundação para a Ciência e a Tecnologia
União Europeia
Quadro de Referência Estratégico Nacional
Programa Operacional Factores de Competitividade
Universidade da Beira Interior