Doutoramento em Ciências da Comunicação

“Aplicativos agregadores de informação jornalística para dispositivos móveis: Uma exploração pela Teoria Ator-Rede” foi o tema da tese de doutoramento em Ciências da Comunicação apresentada por Ivan Satuf, no dia 15 de julho, na Universidade da Beira Interior (UBI).

O autor do trabalho explica que “a investigação está centrada em mobile apps que filtram e organizam conteúdos jornalísticos adaptados para as interfaces de smartphones e tablets. Fazem parte da investigação aplicativos bastante populares, como o Flipboard, mas também algumas apps com alto potencial inovador e que não resistiram à forte concorrência no setor, como foi o caso de Circa News”.  O objetivo da pesquisa consistiu em detetar as transformações na noção de informação jornalística nestes produtos emergentes desenvolvidos exclusivamente para dispositivos móveis. 

O estudo é feito a partir de 28 aplicativos agregadores. O percurso metodológico desenvolve três etapas sucessivas descritas pela Teoria Ator-Rede: “desdobramento”, “estabilização” e “composição”. Segundo Ivan Satuf “as duas primeiras descrevem minuciosamente as entidades presentes no objeto de estudo e identificam tendências que confirmam a transformação da noção de informação jornalística nos aplicativos agregadores a partir de três vetores: os algoritmos, a interface com as redes sociais e a curadoria.

A terceira etapa organiza os aplicativos em um quadro taxonómico construído a partir de quatro categorias: API, curadoria, sistema de agregação e sistema de personalização”.

O júri das provas foi constituído por Hélder Bastos, Professor Auxiliar da Universidade do Porto, António Granado, Professor Auxiliar da Universidade Nova de Lisboa, Luís Santos, Professor Auxiliar da Universidade do Minho, João Canavilhas, Professor Associado da UBI (orientador do trabalho), Anabela Gradim e Nuno Francisco, Professores Auxiliares da UBI. Hélder Bastos e António Granado foram os arguentes da tese apresentada.

 

De Belo Horizonte para a Covilhã

Ivan Satuf, oriundo de Belo Horizonte, no Brasil, é licenciado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e mestre em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

“Cheguei à Covilhã em 2012 com muitas expectativas e hoje, quatro anos depois, posso dizer que aquelas expectativas iniciais foram amplamente superadas. Além de ter sido muito bem recebido por professores e colegas, a UBI fornece uma infraestrutura invejável que permite ao estudante desenvolver com tranquilidade a investigação”, adianta.

Entre os pontos mais positivos, Ivan Satuf destaca o acervo e as instalações da biblioteca, além do apoio do LabCom.IFP para desenvolver atividades relacionadas com o percurso de investigação, como a participação em congressos e a produção de artigos científicos. “Neste sentido, foi muito gratificante ser orientado pelo professor João Canavilhas, que é reconhecidamente um dos investigadores mais respeitados nas recentes investigações sobre jornalismo e dispositivos móveis", acrescenta.

Apoio:
Fundação para a Ciência e a TecnologiaUnião EuropeiaQuadro de Referência Estratégico NacionalPrograma Operacional Factores de CompetitividadeUniversidade da Beira Interior